Como chegar / Canal Youtube / Facebook / Médicos Missionários
Visite a Igreja Manancial
Av. Dom Bosco 304 centro
Paraguaçu MG. Brasil fone fax: 35-32672541
Get Adobe Flash player

Capítulo-13 Opa! E 0s demônios?

Outra causa  que promove doenças nas pessoas são os demônios.

 Você sabia que nós vivemos numa terra infestada de demônios?                             

Existem mais demônios na terra que grãos de areia no mar. A Bíblia fala que os anjos foram criados em milhões e milhões, a milhares e milhares de miríades, incontáveis.

Uma terça parte deles se rebelaram, seguiram Lúcifer na sua queda e foram expulsos do céu, passaram a ocupar os ares e vivem aí causando todo tipo de males. Entre os males estão as enfermidades e doenças de todos os tipos. Eles estão aí.

 

Existem alguns que dizem que toda enfermidade há uma ação demoníaca.

E outros dizem que toda enfermidade é uma conseqüência natural do pecado.

 

As duas afirmações  juntas seriam uma resposta mais coerente, mas nenhuma isolada pode ser considerada correta.

Eu acabei de dizer que o principal agente é o pecado, mas também é verdade que os demônios causam males.

 

Jesus ordenou ao homem mudo endemoninhado.

Ele falou: “espírito de mudez; Saaaiii”.

 

Veja que o espírito de mudez não é um pecado original da queda.

Ele está falando para um ser vivo que está dentro daquela vida prendendo-a.

 

 “Espírito de mudez, sai”.

Talvez se este homem que estava tomado por este espírito de mudez fosse levado a um especialista de hoje, ele diria: “cordas vocais atrofiadas”.

 Na visão cientifica é o máximo que ele conseguiria ver.

Na visão divina, Deus viu que tinha algo mais que natural, tinha algo sobrenatural. Isto está no Evangelho de  Mateus cap. 9: verso 32-33. “Foi levado a Jesus um homem endemoninhado que não podia falar. Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar.”

 

Depois nós encontramos Jesus curando outras pessoas. Em Lucas 13: 11-16, diz que a mulher tinha um espírito de enfermidade há 18 anos, havia um demônio ali prendendo-a.

Se alguém perguntasse para aquela mulher o que ela tinha, talvez ela falasse um nome da época para um problema de coluna incurável.

Bico de papagaio , Hérnia de disco,  nem imagino qual o nome que eles tinham na época. Mas o fato é que ela estava ali toda torta, toda travada e a medicina da época não pôde cura-la, tanto é que ela estava há 18 anos assim.

Nesses casos e em tantos outros, havia uma ação demoníaca.

 

Por que as pessoas adoecem?

 Por causa do pecado, que a leva adoecer naturalmente, e em muitas vezes, uma segunda opção; por causa de uma ação  demoníaca.

 

Enfim nem sempre é demônio e nem sempre é pecado. Perguntaram a respeito do cego de nascença pra Jesus: “Quem pecou: ele ou seus pais?”, quase que respondendo isso que nós estamos perguntando: “Por que ele adoeceu? Pecado ou demônio ou herança pecaminosa dos pais?”.

Jesus disse: “Nem uma coisa, nem outra. Ele nasceu cego”. Um problema do mundo caído. Um problema do mundo sem Deus, um problema natural. Nasceu cego. Não se trata de um pecado especifico na vida dele e não se trata de um pecado especifico na vida dos pais. Ele é pecador e os pais são pecadores, mas não é por isso que ele está cego.         

Houve outro cego que Jesus curou e falou: “Olha, agora  não peques  mais, para não te acontecer coisa pior” dizendo “que a tua vida de pecado te levou a isso”.

Então não podemos generalizar assuntos tão sérios como estes que fazem parte do nosso dia-a-dia, com textos isolados fora do contexto.

 

Então demônios também são agentes causadores de enfermidades.

 Eu acabei de dizer que podemos curar o problema da doença fazendo o caminho natural ensinado por Jesus, restaurando a nossa vida que estava perdida em delitos e pecados, fazendo o caminho inverso do pecado.

 

Como é que podemos ser atingidos por uma doença natural?

O meu espírito adoeceu, passou a doença para minha alma que chegou ao meu físico.

 

Como então que eu posso curar isso?

Simplesmente fazendo o processo inverso!.

Eu restauro o meu espírito, então o processo de cura começa.

 

Eu restauro o meu espírito fazendo-o ter intimidade com o Espírito de Deus, que passará essa vida para minha alma, que posteriormente chegará no meu corpo.

 

E se for doença de outra origem? 

Então o remédio será outro. Se o problema for um demônio, como é que se cura? Expulsando o ser maligno, preenchendo o lugar com o Espírito santo e acabou! Existe um cristianismo moderno, light, que não aceita falar no nome do demônio, em expulsar demônios.

 

Se você não se acostumar com esses termos não pode ler a Bíblia, porque Jesus chegava numa pessoa, olhava como médico dos médicos, e via se era um problema natural, de nascença, se era um problema de pecado ou se era um problema de escravidão demoníaca. E para o demônio ele falava: “sai”. Para outro dizia: “perdoados estão os teus pecados”.

 

Mas perdoados estão os pecados?

Mas ele está paralítico!

A paralisia era a conseqüência , a causa estava na alma.

E Jesus disse: “Levanta e anda”.

Para Deus é muito mais fácil dizer “Levanta e anda”.

Curar o físico para Deus é mais fácil.

 

Mais difícil é perdoar os pecados que curar o espírito e a alma, pois para isso depende do querer do homem.

Pois fomos criados com livre arbítrio, com liberdade de escolha entre servir a Deus ou servir a outros deuses.

Então aquele homem estava paralítico, mas não era por ação demoníaca, era um problema que estava na alma e a cura começa na alma. Perdoados estão os teus pecados.

Assim quando há uma ação demoníaca, tem que haver uma expulsão demoníaca.

O cristão não pode deixar o inimigo fazer acampamento no seu lar, muito menos na sua vida. É muito triste ver alguém sendo escravizado por uma ação demoníaca causando males e enfermidades. Trazendo sofrimentos para ele e sua família e ele aceitando passivamente dizendo: “É o meu destino, Deus quis assim,  Deus permitiu.”

 

Será que Deus permitiu mesmo?

Por que o inimigo é assim: Você vai andando e ele se aproxima e coloca um pesinho de um quilo no seu ombro. Se você não reclamar, no próximo quarteirão ele põe dois.  

Se ele entender que você é bonzinho, que você carrega esses pesos com classe, sem reclamar a sua cruz, então ele  coloca  cinco, dez, mil quilos nas suas costas até lhe oprimir e  o deixar arrastando pelo chão como um verme, e você ainda acha que é normal.

 

Por isso precisamos aprender a lutar contra esse engano maligno, não aceite nem um grama em suas costas colocada pelo diabo.

Não deixe que ele o veja no chão, pois se ele o pega no chão, ele pisa sem piedade no seu pescoço e você não se levanta mais.

Quando você cair [pecar], levante-se o mais rápido que puder [peça perdão a Deus] e continue caminhando firme nas promessas de Jesus para as nossas vidas. 

 

Não aceite o inimigo andar no seu caminho. Não o deixe cirandar no seu quintal, não dê brecha para ele, porque ele vai aumentando a carga, ele vai aumentando o peso.

 

A Bíblia chama a isso de fardo do pecado.

O que é fardo?

-Peso insuportável de carregar. Vai colocando carga na vidas das pessoas.

 

E dizem: “-Ai, Ai. Essa é minha cruz, essa é minha sina. - Foi Deus que permitiu”.

Deus não permitiu nada!. Você  esta  permitindo!.

 

Você é o dono da sua vida, sabemos que é uma ação demoníaca e vamos permitindo.

O inimigo vai fazer da minha vida um desastre se eu permitir.

Eu tenho que entender que o pecado original trouxe as enfermidades através da lacuna que se formou entre Deus e o homem. 

Eu preciso aprender a fazer o caminho inverso, a restauração é imprescindível. 

Eu vou fazer o caminho inverso: pelo mesmo caminho que ele veio ele vai voltar.

 

A Bíblia diz que o inimigo vem para sua vida por um caminho e ele tem que voltar por quantos? 

Ou seja, é muito mais difícil chegar do que sair.

Para chegar ele só tinha um caminho. Sabe qual o caminho? A brechinha que abrimos. Agora, para ir embora, ele não precisa de brecha. Ele tem que sair por todos os caminhos. Ele vem e não encontra liberdade pra montar acampamento.

 Ele tem que ir embora, principalmente quando se trata de ação  demoníaca.

 

Querido leitor, a igreja de Jesus Cristo sempre viveu, sempre existiu testemunhando o poder de Deus através da cura. E não é apenas uma cura não. É uma, duas, três, dez... quantas nós tivermos fé para tomarmos posse .

Porque nós vivemos num mundo infestado de demônios que você pode mandar um embora e amanhã vem o companheiro dele lhe atormentar de novo. Não quer dizer que ele foi embora e não volta mais.

A Bíblia fala que quando ele sai de uma casa, ele anda por lugares áridos, e de vez em quando ele dá uma passada para vê-la e a encontra varrida e adornada. Sabe o que é isso?

 

Uma vida limpa, pura, agora honesta, espírito bom, alma boa, corpo saudável. Se ele encontrar a porta aberta, vem e traz novamente a sua cambada, volta com mais sete. E a pessoa que tinha um demônio a escravizando passa a ter oito. Se um é ruim, imagine oito?

 

 

                                                                                                                                                                   Dr. André Carneiro

Login Form